Para a flacidez de terço médio: Blefaroplastia Ampliada

Quando vamos avançando para a casa dos 30, todos nós começamos a apresentar os primeiros sinais mais evidentes do envelhecimento da pele. Vão se formando as primeiras ruguinhas ao redor dos olhos, devido à contração da musculatura orbicular, vai se acentuando o sulco nasogeniano (aquele lateral ao nariz e lábios, alvo dos preenchimentos).

Nessa hora, o mais importante é se prevenir, sem dúvida! Abusar do filtro solar diariamente, adotar o uso de produtos com ácido retinóico e outros estimulantes do colágeno, e por aí vai…

Agora, chega um momento em que a flacidez persiste e os sinais permanecem, mesmo adotando todas essas medidas…Isso é mais notado a partir dos 40 anos, mas varia muito de pessoa para pessoa (conforme a genética, a cor da pele, a história de exposição ao sol sem proteção, tabagismo, e por aí vai…)

Nessa hora, a alternativa mais efetiva para o combate à flacidez seria recorrer à cirurgia plástica. A blefaroplastia é a primeira cirurgia plástica da vida de muitas pessoas. É uma cirurgia já bem conhecida por todos, e consiste na retirada do excesso de pele e bolsas de gordura da região palpebral. O que muita gente não sabe é que, junto com ela, podemos lançar mão de uma importante arma para levantar o terço médio, o que diminui aquele vazio na região palpebral (olhos mais “encovados” e olheiras) , atenua bastante o sulco nasogeniano e melhora de forma impressionante a flacidez da pele dessa região!!!

A cirurgia que estamos falando é a BLEFAROPLASTIA AMPLIADA!

Nessa técnica, junto com a blefaroplastia convencional, é realizado também o descolamento do MÚSCULO ORBICULAR dos olhos, que é um grande responsável pela flacidez da região devido ao seu descenso com a idade. Realiza-se então a fixação desse músculo na margem lateral da órbita, ou seja, em uma posição bem mais alta que onde ele estava situado antes da cirurgia. Com isso, o resultado é um ganho enorme na tonicidade da pele e um aspecto bem mais jovem do terço médio! Tudo isso pelas mesmas incisões da blefaroplastia convencional.

Mas atenção! Essa cirurgia não é indicada para todas as pessoas que já notaram os primeiros sinais da idade! O ideal é realizar a cirurgia em homens e mulheres que estão chegando ou já passaram da faixa dos 40, já que é um procedimento mais duradouro e efetivo. Para melhor visualização, a candidata ideal é aquela da foto do meio na figura abaixo. A primeira foto seria uma indicação para procedimentos não invasivos, como cremes, filtro solar e outros tratamentos preventivos. A última foto já seria candidata para procedimentos ainda mais invasivos, como a ritidoplastia (“cirurgia de face”, tema para outro post.)

Lembrando que, como toda cirurgia, existem riscos. Pelo fato de ser uma blefaroplastia AMPLIADA, os riscos inerentes a essa cirurgia também aumentam, como o ectrópio, lagoftalmo, etc. Daí a necessidade de realizar a cirurgia com cirurgião plástico bem treinado para essa técnica, já que nem todos tem familiaridade com a mesma.

Um beijo para vocês!!!

Dra. Thais Casali

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s